Policia Rodoviário Federal morto covardemente: Carta Aberta da Família. Leia!

22/10/2012 10:34

 Advogado Ruy Espíndola encaminha a este blog a "Carta aberta à Polícia Rodoviária Federal de Santa Catarina", escrita pelos familiares do Policial Rodoviário Federal Leonardo Leon Vagas dos Santos, barbaramente assassinado por traficantes de drogas no cumprimento do dever, semana passada.

       É um testemunho de amor à vida que o blog publica em homenagem ao exemplar patrulheiro morto e a todos os seus familiares e amigos que, com este comovente depoimento, valorizam sua vida exemplar, sua dedicação à segurança do povo e, sobretudo, o relacionamento amigável e amoroso que mantinha com todos.   É triste ter que publicar, mas ao mesmo tempo, sinal de que no meio de tanta tragédia, a vida tem esperanças.   Com todas as mais efusivas manifestaçoes de carinho, conforto e solidariedade aos familiares enlutados.  Leia:

        "Choque e incredulidade tomaram nossa família na manhã do dia 09 de dezembro de 2011. Nosso amado Leonardo foi brutalmente levado de nosso convívio. A morte é parte da vida, mas o modo que tudo ocorreu desafia a compreensão de todos nós. Qualquer tentativa de encontrar lógica nestes acontecimentos é vã e acreditamos que talvez noutra existência possamos ter resposta. Leonardo era um filho dedicado e amoroso – o melhor de todos nós – irmão maravilhoso, marido cúmplice e companheiro, amigo da melhor cepa.

                        Desde criança demonstrava ser um militar nato. Foi lobinho, escoteiro e quando adulto passou onze anos no exército brasileiro, depois prestando concurso e ingressando na Polícia Rodoviária Federal onde ficou por seis anos. Era extremamente qualificado e hábil no desempenho das suas funções, respeitado e admirado por seus colegas de profissão. Agora mesmo tinha sido aprovado para ser instrutor de motociclistas para a Copa de 2014. Amigo fiel e sempre prestativo, assumiu a vida na PRF com total dedicação, entusiasmo e integridade. Não interessava-lhe a mesmice dos gabinetes mas a vida sobre rodas. Morreu fazendo o que gostava, lutando o bom combate como fazem os guerreiros.

                        Tão logo a realidade abateu-se sobre nós, com o apoio dos amigos fizemos os encaminhamentos de praxe, dando tempo para que a doação de seus olhos abram luz a quem não enxerga. Quando optamos pela cremação queríamos guardá-lo em nossa memória e não num lugar físico determinado. Queríamos tudo rápido - no mesmo dia - para evitar o prolongamento de nosso sofrimento. Recebemos inúmeros pedidos da PRF para adiar a cerimônia para o dia seguinte para que seus colegas pudessem homenageá-lo. Relutamos em aceitar mas concordamos. A decisão mostrou-se acertada e surpreendente. As homenagens feitas a Leonardo demostraram o quão querido e admirado por sua corporação ele era. Para que o cortejo seguisse seu caminho até Balneário Camboriú, seus companheiros de PRF pararam a beira-mar norte, fechou-se a ponte e a BR 101 em atitude que acreditamos sem precedentes e digna de chefe de estado. Nada mais justo para quem deu a vida em prol da sua corporação e dos seus semelhantes. Parou-se o trânsito quando para nós tinha parado o universo. A presença maciça de policiais que em sua maioria estavam em folga demonstrou a consideração que Leonardo tinha da sua corporação. Os discursos, as sirenes, os rasantes de helicóptero mostraram a solidariedade e a comoção que a morte de um policial em combate causou na sociedade catarinense. Esta percepção também chegou aos meios de comunicação que deram ampla divulgação ao caso. A violência sempre nos pareceu coisa de televisão e assusta saber que todos nós estamos sujeitos a ela.

                        Quanto aos criminosos que covardemente o privaram da vida, não nutrimos ódio. A ausência de Leonardo oblitera quaisquer outros pensamentos. O ódio é um veneno que só toma quem o oferece. Contudo, é justo e nos conforta saber que estes bandidos foram presos no mesmo dia do seu crime com extrema competência de todas as polícias do Estado de Santa Catarina e dos poderes instituídos. Que saibam os delinquentes que não se tira a vida de um dos anjos das estradas impunemente e sem que paguem duramente por seus crimes. Que este exemplo ajude a evitar que outros policiais venham a sofrer esta barbárie.

                        As orações dos colegas da PRF, dos amigos e familiares tem nos consolado e auxiliado a passar por este momento tão duro e difícil. Obrigado por tudo. Temos a crença que as elevadas homenagens feitas pela PRF ao Leonardo são apenas o prenúncio de homenagens ainda maiores que está a receber no outro plano da existência.

                        Atenciosamente, subscreve esta missiva a família de Leonardo Leon Valgas dos Santos."

 

Fonte: Moacir Pereira.

 

—————

Voltar


Contato

Blog de informações policiais do Brasil. Notícias internas e de atuações das forças de segurança pública do Brasil.

Rio de Janeiro.
https://www.facebook.com/pages/Blog-de-defesa-dos-policiais-do-Brasil/354746594650696


watsapp: 4896435754





Enquete

Você é a favor da PEC 300 ?

Porque ?
70%
64

O que traria de bom para a corporação ?
14%
13

Quais as vantagens para seus funcionários ?
15%
14

Total de votos: 91